11 98917-1777 | 11 98916-1672

Como fazer drenagem para grama sintética

Drenagem para grama sintética

Está procurando como fazer drenagem para grama sintética? Então, certamente você já conhece as vantagens de instalar grama sintética em vez de grama natural e a praticidade que ela proporciona no dia a dia!

Resumidamente, os cuidados são muito mais simples. A grama sintética pode molhar com a chuva, não precisa de rega nem de poda e resiste às condições climáticas por muito mais tempo. Isso sem falar no baixo custo de compra e instalação.

Porém, a drenagem da grama sintética é uma etapa importante e que pode dar um certo trabalho. Se ela não for feita, a água da chuva pode acumular entre as fibras do produto e gerar desgaste muito mais rápido, além de provocar mais riscos de acidentes!

Então, vale conferir como fazer drenagem para grama sintética e garantir os cuidados corretos com o produto!

Passo a passo da drenagem para grama sintética

O processo de drenagem para grama sintética decorativa consiste basicamente em três etapas: inspeção e preparação do solo, construção do sistema de dreno e compactação da superfície. Veja:

1. Identifique o tipo de solo

Antes de tudo, você precisa entender com que tipo de solo está lidando. Solos extremamente úmidos, por exemplo, precisam de um sistema mais eficiente.

As características do solo também interferem no tipo de material agregado que precisa ser adicionado ao terreno na fase de compactação do sistema de drenagem.

Por exemplo, solos constituídos basicamente de areia precisam de uma cobertura de areia refinada (80kg por m² em média). Agora, se o solo é composto por argila, às vezes é necessário adicionar também uma camada de pedra.

2. Retire a vegetação da área

O solo precisa ficar livre de plantas, musgo e vegetação em geral para poder receber a drenagem de grama sintética e, posteriormente, a instalação.

Lembrando que é necessário retirar a vegetação pela raiz a fim de que ela não volte a crescer e prejudique o gramado.

Outro detalhe importante: o solo deve ser bem nivelado para que fique o mais plano possível. Declives e pequenos montes no terreno podem danificar a instalação.

3. Faça o sistema de drenagem

Agora, com o solo bem preparado, é hora de fazer a drenagem para grama sintética de fato.

O tipo de material utilizado varia. Você pode empregar, por exemplo, um produto geomanta em três camadas, constituído de manta impermeável, filamentos flexíveis e geotêxtil drenante.

É importante que o sistema permita a infiltração da água até o fundo e que seja ela drenada através de camadas ou de canos para a saída do fluido. Em alguns casos, também é necessário instalar ralos para o escoamento da água.

4. Adicione material agregado e compacte

A fase final da instalação do sistema de drenagem é compactar todo o material para receber a grama sintética. Para isso, você precisa acrescentar areia e/ou pedra na extensão do terreno de acordo com as especificações do solo (conforme falamos no tópico 1).

Por fim, a dica é usar um equipamento do tipo rolo de jardim para compactar os materiais do sistema de drenagem e criar uma base estável para instalar a grama sintética.

Recomendamos que você peça auxílio de um profissional técnico para identificar e nivelar o solo, além de realizar o serviço de drenagem de forma segura e eficiente. Boa sorte!

Veja também: Cola para grama sintética: qual tipo usar?

Deixe uma Resposta.