11 2359-2222

Do que é feita a grama sintética?

Do que é feita a grama sintética

A grama de hoje se parece muito mais com a grama real e tem um melhor desempenho em termos de durabilidade, resistência ao sol e ao desgaste, entre outros parâmetros de desempenho. Tudo isso e mais melhorias se deve ao avanço na escolha do material e na tecnologia de fabricação para fazer a grama artificial. Por isso vem a dúvida: “do que é feita a grama sintética”?

Pensando nisso, decidimos desenvolver um conteúdo didático onde mostra a essência do gramado artificial. Confira!

Os produtos da fabricação

À medida que o mundo volta suas atenções para se tornar ecologicamente melhor é optar por materiais mais sustentáveis, é natural que se questione de que é feita a grama artificial. Bem como, se ela pode ser reciclada no final de seu uso.

Dessa forma, a relva sintética é composta principalmente de materiais plásticos semelhantes aos usados ​​para fabricar garrafas de plástico e, como tal, podem ser reciclados.

Dependendo da variedade de grama artificial que você escolher, você descobrirá que a maioria das superfícies consiste em polipropileno, polietileno, látex ou poliuretano (ou uma combinação de), bem como enchimento de areia seca em estufa e base de pó de granito.

O apoio e amortecimento

O forro e o acolchoamento da grama artificial são feitos de poliéster ou borracha e plástico reciclados. A maioria das empresas de instalação recomenda ter uma camada de suporte primária e secundária.

As lâminas são fixadas com segurança no suporte usando uma máquina de tufagem que costura as camadas umas às outras. A camada de reforço do tufo ajuda as lâminas de grama a voltarem facilmente à posição vertical original, mesmo depois de serem submetidas a algum tipo de tráfego.

O processo de fabricação

Junto com aditivos como estabilizadores ultravioleta (para que o tom verde da grama não se desbote ao sol) e agentes corantes, a mistura é aquecida antes de passar por uma cabeça de extrusão sob pressão para produzir fibras sintéticas.

Esse sistema define a forma das fibras, das quais existem dois tipos principais — monofilamento e fibrilado.

Dessa forma, a mistura de materiais utilizados no processo de fabricação determina a qualidade da grama artificial produzida ao final do processo. Para uma superfície sintética o mais parecida com a aparência possível de grama real, você esperaria que a mistura contivesse polipropileno, pois o termoplástico é naturalmente absorvente de choque e tem um alto ponto de fusão.

Uma vez que os fios foram produzidos para reproduzir a aparência de folhas reais de grama, eles são colocados em uma máquina de cardar e girados em uma corda solta que é apertada e tecida em fio.

O fio é aquecido e, em seguida, colocado em uma máquina de tufagem, onde as agulhas perfuram a parte inferior da grama, alimentando o fio em um laço.

Dado que esta etapa é concluída, a grama é desenrolada e revestida com látex na parte inferior antes de passar por um forno que cubra o látex. O processo de fabricação está completo e pronto para ser comprado.

Agora que você já sabe do que é feita a grama sintética, fica melhor compreender se esse produto é algo que deseja para sua casa. Ela traz diversas vantagens como já falamos em conteúdos anteriores e é uma grande opção para a nossa rotina dinâmica que não nos sobra tempo para cuidar das plantas naturais.

Gostou do conteúdo? Aproveite para ver as opções de grama sintética em nosso site e pedir seu orçamento!

Deixe uma Resposta.