11 2604-5322 | 2601-5657

Dicas de Paisagismo e Jardinagem Autossustentáveis

Muito ouvimos falar nos benefícios da autossustentabilidade e em como essa prática é necessária para a manutenção de um meio ambiente saudável e harmonioso. O que às vezes não levamos em consideração são as melhorias que estas práticas socioambientais podem trazer diretamente à nossa vida cotidiana, mesmo que em menor escala. Mudanças simples em pequenos hábitos ou tradições domésticas reduzirão imediatamente os custos e os esforços do nosso dia-a-dia e, a longo prazo, construirão uma sociedade muito mais sustentável. Portanto, não se trata apenas de ecologia, mas, também, de praticidade e conforto para cada indivíduo adepto desse projeto.

Para entrar nessa, a primeira dica é apostar na reutilização de materiais que normalmente vão para o lixo. Embalagens e objetos que são descartados indiscriminadamente, na verdade, possuem enorme potencial de reciclagem. Sabemos que o meio ambiente não possui recursos naturais suficientes para satisfazer a demanda frenética de consumo do mundo moderno e, portanto, devemos buscar o máximo aproveitamento dos materiais que temos à nossa disposição. Além disso, nosso planeta não está dando conta de todo lixo produzido pelos seres humanos. Muitos dos materiais que descartamos demoram décadas ou séculos para serem decompostos. E, até lá, temos de conviver com os restos que nós mesmos produzimos. Porém, adotando a prática da reciclagem, podemos economizar o nosso dinheiro e o meio ambiente!

As garrafas PET, cujo tempo de decomposição é de 400 anos, podem ser reaproveitadas na confecção de um jardim vertical. Aqui, a parede vazia deu espaço a uma horta caseira, com temperinhos e chás que serão utilizados no preparo de alimentos.

As rolhas podem ser reaproveitadas como suporte de plantas suculentas na confecção de um minijardim. A cortiça, material do qual a rolha é feita, é muito utilizada em decorações rústicas para dar um tom de maior elegância.

A segunda dica de paisagismo autossustentável é investir em artigos que não requerem manutenção constante nem tratamento com produtos químicos. Um jardim que precisa ser irrigado, podado e tratado semanalmente, além de nos tomar tempo e dinheiro, desperdiça recursos básicos à vida, como a água. A aplicação de produtos químicos, como pesticidas e fertilizantes, é extremamente agressiva ao meio ambiente e, também, à nossa saúde, que estará exposta a elementos tóxicos.

Para aqueles que não possuem tempo a dedicar à jardinagem ou dinheiro para gastar com a manutenção dessa, a Playgrama recomenda o uso da grama sintética: ecológica e prática, para um ambiente muito mais verde e sustentável.

Com pequenas mudanças, descomplicamos o nosso dia-a-dia e ainda colaboramos para a construção de um mundo melhor. São medidas simples, mas que muito acrescentam ao bem-estar individual. Decorar nosso ambiente favorito com ideias lindas e inteligentes trará conforto e praticidade para a manutenção de uma vida mais sustentável.

Deixe uma Resposta.